quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Casa de suspeito de raptar e abusar de criança é incendiada no RS

Homem foi preso na terça-feira e depois foi transferido para o presídio. Bombeiros foram acionado durante a madrugada para conter as chamas.
VCasa foi incendiada na madrugada desta quarta-feira.








video


A casa do homem suspeito de raptar e abusar sexualmente de uma criança de cinco anos foi incendiada na madrugada desta quarta-feira (10) em Capão da Canoa, no Litoral Norte do Rio Grande do Sul. O Corpo de Bombeiros foi acionado para combater as chamas. A polícia acredita que o fogo tenha sido provocado por vizinhos como forma de vingança pelo abuso contra a criança.
.Durante a madrugada, em frente à Delegacia de Polícia para onde o suspeito foi levado depois da prisão na terça-feira (9), dezenas de pessoas se aglomeraram em uma espécie de vigília. Por volta da 1h da madrugada ele foi transferido para o presídio de Osório e teve que sair pela porta dos fundos.

O homem de 41 anos suspeito de levar de bicicleta a menina de cinco anos que brincava em uma rua de Capão da Canoa foi preso no dia seguinte ao rapto, ocorrido na tarde de segunda-feira (8).

Ele foi preso em casa, onde ocorreu o estupro, conforme aponta a investigação. No local, foi encontrado um celular com um vídeo de um homem mantendo relações sexuais com uma menina. A polícia acredita que seja a criança de cinco anos com o suspeito preso.

O aparelho também continha inúmeras imagens de crianças nuas, conforme a delegada Sabrina Deffente, responsável pela investigação. O aparelho vai agora passar por uma análise da perícia. "A partir disso não restou dúvidas nenhuma que era ele", observa Sabrina.
Celular de homem tinha vídeos e fotos de meninas nuas .

A menina também reconheceu o local do crime. No relato para os policiais, ela disse que a casa era barulhenta devido a dois cachorros. Relatou ainda que o quarto, onde ocorreu o estupro, era verde. "As duas informações fecharam", disse a delegada. Na casa também foram localizadas petecas de cocaína.

Em depoimento na delegacia, o homem não confessou o crime. "Ele disse que é doente, que não sabe de nada."

O suspeito tem histórico de estupros de crianças. Segundo a delegada, também será incluso no inquérito o depoimento de uma sobrinha da ex-mulher do homem, que foi abusada por ele quando tinha 11 anos.

Leandro Antunes, plantonista da delegacia de Capão da Canoa, delegado que também trabalha na investigação do caso, acrescenta que há uma outra pessoa sendo analisada. Essa parte do caso ainda é mantida em sigilo, segundo ele.

Essa pessoa a quem ele se refere foi a responsável por deixar a menina na rua após o sequestro e o abuso.

"Uma pessoa apareceu na casa quando ele tava dormindo com a criança. Essa pessoa acordou a menina e retirou ela do local. Essa foi a mesma pessoa que andou com ela e a colocou na rua", disse o delegado à Rádio Gaúcha. "Já está bem apurado, já se tem alguns elementos para se chegar a essa pessoa (...) Ele abandonou ela na rua, e ela foi localizada depois", completou.

A polícia chegou até o homem por uma pessoa que viu as imagens dele andando de bicicleta com a menina. Após ser ouvido, ele será encaminhado para o Presídio de Osório, no Litoral Norte.
Bombeiros tentam conter as chamas
Menina vai realizar exames em Porto Alegre
A menina de 5 anos vai passar agora por uma bateria de exames em Porto Alegre. Conforme a delegada Sabrina Deffente, a menina apresenta "lesão corporal visível", com marcas de socos no rosto e ainda tinha indícios de abuso sexual.

Ainda na madrugada de terça-feira (9), a criança foi levada para o Departamento Médico Legal (DML) de Osório para realização do exame de corpo de delito.
Imagem mostra momento em que criança foi levada.

Já nesta quarta-feira (9), ela deve viajar para Porto Alegre, onde irá fazer uma série de exames no Centro de Referência no Atendimento Infanto-Juvenil (CRAI), do Hospital Materno-Infantil Presidente Vargas, onde será atendida por uma equipe multidisciplinar, entre eles psicólogos, enfermeiros e médicos.

A menina será acompanhada de um integrante do Conselho Tutelar de Capão da Canoa, adianta a delegada. 

Sabrina espera obter nos próximos dias o resultado preliminar do laudo da perícia para poder formalizar na Justiça o pedido de prisão de um homem, considerado suspeito, e que aparece em uma gravação em uma bicicleta acompanhado da menina. "Já temos 90% de convicção que é ele."

A delegada também observa que ele tem antecedentes criminais por estupro de vulnerável.

A bicicleta do homem também havia sido achado na manhã de terça-feira, perto de um campo de futebol, no bairro Santa Luzia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui