quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Brasil goleia Equador, segue 100% e fica muito perto da vaga no Mundial.

Seleção faz 14 a 0, chega a 9 pontos e já está na semifinal das Eliminatórias mesmo com um jogo a cumprir na 1ª fase. Classificação para a Copa pode sair nesta quarta.
Brasil Equador Eliminatórias Mundial de Futsal (Foto: Luis Domingues/CBFS)
Brasil não teve muitas dificuldades para golear o Equador. Assista ao vídeo do jogo
video
O Brasil enfim conseguiu jogar o seu melhor futsal nas Eliminatórias Sul-americanas para o Mundial da Fifa. Depois das vitórias magras sobre Venezuela (2 a 1) e Paraguai (1 a 0), a seleção canarinho atropelou o Equador por 14 a 0 nesta terça-feira, em Assunção. Líder do grupo A, com nove pontos em três jogos, o o time comandado por Serginho Schiochet já está garantido na semifinal das Eliminatórias e muito perto da vaga no Mundial. A classificação para a Copa do Mundo pode acontecer inclusive já na rodada desta quarta-feira. Para que isto se concretize, basta que o Uruguai não derrote a Colômbia. Os colombianos - que derrotaram a Bolívia por 4 a 1 nesta terça - já estão garantidos na Copa do Mundo por ser o país-sede e, caso estes avancem à semifinal, os três outros semifinalistas já estarão automaticamente classificados.

Os gols da goleada brasileira foram marcados por: Bateria (quatro), Rodrigo (dois), Xuxa (dois), Pito (dois), Jé (dois), Ari e Diego. O Brasil fecha a sua participação na primeira fase das Eliminatórias Sul-americanas nesta quarta-feira, quando enfrenta o Peru às 20h, com transmissão ao vivo do SporTV. A semifinal do torneio acontece na sexta-feira, e a final no sábado.

- Hoje melhoramos muito o nosso jogo, o que foi importante para a nossa equipe. Temos que acertar ainda alguns detalhes para chegarmos mais fortes às partidas decisivas. Nosso objetivo é ser campeão, independentemente da classificação - afirmou Marcênio.

O JOGO

A partida mal começou, e o Brasil já abriu o placar. O autor do gol foi Rodrigo, em chute de bico da intermediária. Mesmo em vantagem, a seleção brasileira seguiu pressionando e, aos quatro, Marcênio serviu Xuxa, que fez o segundo. Aos cinco, a energia no ginásio caiu, e o jogo foi interrompido por cerca de 15 minutos. A parada não reduziu o ímpeto da seleção brasileira, que, logo após o retorno da partida, ampliou para 3 a 0, com Bateria. Aos dez, Daniel Japonês teve a chance do quarto, mas o goleiro Simisterra apareceu para salvar o Equador. Em seguida, foi a vez de Ari quase ampliar o placar para o Brasil, em chute que triscou o travessão.
Rodrigo Brasil Equador Eliminatórias Mundial de Futsal.

Aos 11, porém, não teve jeito, pois Bateria recebeu na frente, driblou um marcador e tocou com categoria para fazer o quarto. O Equador nem teve tempo para respirar. Logo após a saída de bola, Jé desarmou Miranda e serviu Xuxa, que fez o seu segundo gol no jogo. O Equador só foi finalizar pela primeira vez na partida aos 13. Em cobrança de falta da intermediária, Portocarrero encheu o pé, e Tiago espalmou para escanteio. Aos pouco, o Brasil foi cadenciando o ritmo da partida. Pito e Diego ainda tiveram chances para ampliar, mas o placar da etapa ficou mesmo em 5 a 0.

Assim como no primeiro tempo, o Brasil iniciou o período final a todo vapor. Com 30 segundos jogados, Ari recebeu na frente e marcou o sexto em um toque de categoria. O mesmo Ari teve chance para marcar outro aos três, mas a finalização do defensor saiu por cima do travessão de Espinoza, que entrou no lugar de Simisterra. O sétimo gol do Brasil só foi sair aos dez. Em mais uma de suas jogadas individuais, Bateria acertou o ângulo. Motivado, o ala do Barcelona marcou mais um no minuto seguinte. Dessa vez, ele acertou chute cruzado da direita, balançando a rede pela quarta vez na partida. 
O pivô Pito anotou dois gols no segundo tempo

Aos 12, Pito foi derrubado na área. Pênalti, que o próprio jogador do Carlos Barbosa cobrou para fazer 9 a 0. Empolgado, Pito anotou mais um gol na sequência. Aproveitando lançamento de Gian - que entrou no lugar de Tiago -, ele dominou na área e chutou forte para fazer o 10º. O massacre brasileiro prosseguiu pelos minutos seguintes. Aos 13, Rodrigo recebeu livre na área e tocou para o gol vazio. Estava fácil. Segundos depois, Diego arriscou de longe, e Espinoza aceitou. Aos 18, Jé dominou na entrada da área e finalizou de pé esquerdo para fazer 13 a 0. O mesmo Jé fez o 14º após a saída

Brasil: Tiago, Rodrigo, Marcênio, Xuxa e Jé. Entraram: Caio, Ari, Daniel, Diego, Rafael Rato, Gian, Bateria e Pito. Técnico: Serginho Schiochet.

Equador: Simisterra, Miranda, Portocarrero, Barre e Galarza. Entraram: Espinoza, Garcia, Castro, Schuldt, Santamaria, Mercado, Murillo, Nazate e Calvijo. Técnico: Luis Enrique Castro. 

OUTRAS PARTIDAS

Colômbia 4 x 1 Bolívia
Venezuela 4 x 2 Peru
Chile 0 x 5 Uruguai
Folgas - Paraguai e Argentina

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui