sábado, 6 de fevereiro de 2016

Fantasia de rainha da Santa Cruz levanta dúvidas na Sapucaí

Parte do tapa-sexo de Jaqueline Maia levantou durante desfile.
'Tem que ter a sensualidade mas nunca a vulgaridade', disse a rainha.
video
Rainha de bateria da Acadêmicos de Santa Cruz desde 2009, Jaqueline Maia levantou dúvidas durante o desfile da Série A de 2016, na madrugada deste sábado (6). Enquanto evoluía, parte de sua fantasia levantou, e não ficou claro se ela estava de calcinha, tapa-sexo ou sem nada.

A musa se explicou e garantiu que usava uma roupa íntima. "Estou usando uma calcinha invisível por baixo. Jamais viria sem nada", afirmou.

Ao terminar o desfile, no entanto, ela assumiu que a calcinha estava larga e que grudou na fantasia, fazendo que que aparecesse mais do que gostaria. Jaqueline fez questão de dizer que tentou ao máximo evitar se expor demais durante o desfile.

"Tem que ter a sensualidade, mas nunca a vulgaridade", declarou.

Com o enredo "Diz mata" Digo verde. A natureza veste a incerteza. E o amanhã?", de Lane Santana e Lucas Pinto, a Acadêmicos do Santa Cruz falou da preservação da natureza e sai em defesa das florestas.
Fantasia da musa da Santa Cruz mostra um pouco demais na Sapucaí
Jaqueline Maia desfilou como rainha de bateria da Acadêmicos de Santa Cruz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui